top of page

NOTA DE POSICIONAMENTO



O Coletivo Intercambiantes Pernambuco vem a público se posicionar contrário à saída de Rafael West do cargo de Secretário Executivo de Políticas Sobre Drogas do Estado de Pernambuco. A notícia da nomeação de Rafael West, diante do seu percurso profissional de reconhecimento nacional, foi recebida pelos movimentos sociais com muita alegria e grandes expectativas.


A referida mudança provocou diversos questionamentos: Qual a política sobre Drogas que o Governo do Estado de Pernambuco vai assumir nos próximos anos? Qual a condução para política de saúde mental? Como cuidar e reduzir os danos individuais, comunitários e sociais relacionados às pessoas que fazem uso de álcool e outras drogas? Como o estado de Pernambuco vai ampliar e fortalecer políticas públicas pautando suas decisões baseado em evidências cientificas? De que forma vai assumir a proteção dos direitos das pessoas com problemas decorrentes do uso de drogas e todo cidadão pernambucano a partir da perspectiva técnica, ética e bioética?


Por se tratar de um tema complexo e que necessita de respostas complexas, acredita-se que é necessário dialogar com a sociedade civil e fortalecer o desenvolvimento sustentável do Estado, efetivando políticas integradas de combate a pobreza, desenvolvimento rural e direito a terra, igualdade de gênero, combate a corrupção, efetivação das estratégias de redução de danos nas áreas de saúde e assistência social e construção de estratégias de moradias para pessoas que usam drogas em situação de rua e/ou com vínculos familiares rompidos.


O Relatório Mundial sobre Drogas de 2022 do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) identificou que cerca de 284 milhões de pessoas - na faixa etária entre 15 e 64 anos - usaram drogas em 2020, 26% a mais do que dez anos antes, além disso, os jovens estão usando mais drogas e em alguns países com níveis de uso superior do que a geração anterior. Estes dados revelam a magnitude do problema e a necessidade do desenvolvimento de políticas públicas voltadas para a prevenção, tratamento e redução de danos às pessoas que usam drogas, laico e fundamentado na ciência e nos direitos humanos.


O Coletivo Intercambiantes Pernambuco pede respostas e se coloca à disposição para dialogar e colaborar com a construção de políticas públicas.


É preciso cuidar das pessoas e fazer política reafirmando os direitos humanos!


 

FONTE:


United Nations Office on Drugs and Crime (UNODC). (2022). World Drug Report 2022. Vienna: United Nations Office on Drugs and Crime.

95 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page